Após ameaça da Sony, Quem Quem diz que vai parar com imitações


Depois que a Sony Music solicitou as gravações em que Quem Quem (PTN) imita o cantor Roberto Carlos em uma paródia com a possibilidade de um processo por direitos autorais, o candidato alega que vai parar com esse tipo de interpretação. Entretanto, ele afirma que irá manter o tom humorístico na campanha, focando agora em problemas da cidade.

Detentora dos direitos autorais do rei Roberto Carlos, a Sony Music solicitou cópia do vídeo do candidato para possíveis providências. A assessoria jurídica da empresa alerta que qualquer música de Roberto Carlos não pode ser usada em campanha politico partidária sem a “prévia e expressa” autorização.

Na propaganda eleitoral, o candidato apareceu por uma semana com o candidato de terno, de cabelos longos e jogando flores para os fãs numa imitação do rei.

Quem Quem alega que a gravadora já entrou em contato com ele solicitando o vídeo para análise, mas ainda não recebeu uma resposta ou algum posicionamento. “Não sei ainda que atitude vão tomar, se é processo, se é crítica ou se eles querem apenas me dar os parabéns pela ideia. Estamos com a nossa assessoria aguardando”, alega.

Segundo o candidato, com a falta de resposta, a medida a ser tomada é parar com imitações desse tipo para não correr risco de desrespeitar a lei, mas o tom da campanha será mantido com muito humor. “Temos vontade de fazer esse tipo de comercial, mas é melhor não. Vamos ter um cuidado maior, agora vamos apostar em vídeos com a problemática de Teresina, mostrando os problemas da cidade e das pessoas”, declara, antecipando o nome de um novo personagem, o “Sai da Moita”.

Diego Iglesias

cidadeverde.com