Festival do Caranguejo em Ilha Grande será realizado nos dias 15 e 16 novembro na praça central


Será realizado nos dias 15 e 16 de novembro de 2019 a 14º edição do Festival do Caranguejo de Ilha Grande, no litoral do Piauí. 
O evento gastronômico está sendo promovido pela prefeitura municipal na Praça Nossa Senhora da Conceição, em parceria com o Governo do Estado e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O festival é considerado um dos maiores do estado do Piauí e já é tradição na cidade.
A finalidade do festival é fomentar o empreendedorismo e promover os potenciais turísticos, culturais e gastronômicos do município. É estruturado de modo a ofertar aos visitantes espaços com exposição de produtos artesanais, comidas a base de caranguejo, apresentações culturais, concurso gastronômico, rodada de negócios e espaço kids.
A finalidade do festival é fomentar o empreendedorismo e promover os potenciais turísticos, culturais e gastronômicos do município. É estruturado de modo a ofertar aos visitantes espaços com exposição de produtos artesanais, comidas a base de caranguejo, apresentações culturais, concurso gastronômico, rodada de negócios e espaço kids.
Logo no primeiro dia para abrir o festival, além da gastronomia regional com pratos típicos feitos de caranguejo e demais frutos do mar, estarão se apresentando Fifa e Banda Forró Relembrar e Forro Major. Na segunda noite para o encerramento estão se apresentando Banda Black Tee, Vinny Play e Felipão.
“É um evento de extrema importância, que busca valorizar o catador de caranguejo e as atividades em geral que envolvem o crustáceo. Temos uma grande quantidade de catadores de caranguejo em Ilha Grande, aproximadamente 400 pessoas. Também temos uma grande produção, com 12 a 20 mil cordas de caranguejo por semana passando pelo Porto dos Tatus. Esse caranguejo comercializado aqui serve para abastecer tanto o mercado local, como outras regiões do litoral e o estado do Ceará”, disse o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Adilson Silva de Castro.
FONTE; Jornal da Parnaíba