Igor Guerra lança primeiro CD solo


Não tem muitos dias que os forrozeiros apreciadores do gênero romântico foram surpreendidos com a saída precoce do cantor Igor Guerra da Banda Conde do Forró, o músico se afastou definitivamente do grupo há menos de uma semana e o primeiro CD em carreira solo acaba de chegar ao mercado. Foi tudo muito rápido! O Portal Forró já escutou e faz um resumo do trabalho pra você:

 O trabalho contém 19 faixas, a maior parte de inéditas e alguns sucessos na voz de Igor nos tempos do Conde como Me dói e Destruiu nosso amor, dessa vez sem a voz típica de sua ex-parceira Joyce Tainá. O timbre e o alcance vocal de Igor ainda não mudou tanto desde o inicio da carreira visto o pouco tempo em que está no mercado mas não dá pra dizer que o garoto não trabalha duro para conseguir seu espaço.
O álbum apresenta várias canções inéditas, todas na linha romântica sem apelo aos temas repetitivos do forró atual como cachaça e superação amorosa por meio da bebida. As letras, por outro lado, insistem ek temas adolescentes que devem ganhar o coração das fãs mais jovens de Igor e abrir portas para chegada de novos admiradores. Sentimos falta de um dueto com alguma convidada de peso do forró para dar aquele passo a frente porém é totalmente compreensível para o primeiro trabalho do jovem cantor.
foto-26-03-16-12-48-12
A produção musical não diferente muito do que víamos de Igor no Conde do Forró. A batida da bateria e a maneira suave de empregar os instrumentos somados ao codinome “Igor – O Conde” são as ferramentas de divulgação que ele vai usar para se firmar no mercado. Outro ponto negativo é uma vinheta  repetitiva “Igor Igor Igor” que se repete praticamente em todas as músicas e que não soma muito a idéia final do CD que deve ter sido supervisionado de perto pelo pai famoso de Igor, o Tony Guerra do Forró Sacode.
Nossa opinião é que “sim” o cd merece ser ouvido principalmente para os apreciadores do gênero romântico e sobretudo da nova leva de bandas do chamado “Forró de Favela” que nada mais é que um conjunto de bandas independentes que contam com a ajuda dos DJs da periferia para estourar os trabalhos sem a supervisão das grandes empresas. Igor Guerra tem potencial para crescer no forró com um apelo meio Justin Bieber e, se for trabalhado corretamente, sobretudo no marketing, ele pode mesmo não ter o mesmo destino do já esquecido do grande público Vitor Santos da música “Retrato”. Desejamos sucesso de público e que o Igor Guerra faça sua parte renovando e trazendo novos ares para o forró e a  mercado Nordestino, a estrada é longa e requer muitos esforços…
Nota: 👍 👍 
Pontos altos: repertório autoral, romantismo, rapidez no lançamento 
Pontos fracos: letras repetitivas, arranjos muito parecidos com o Conde do Forró
LINK: