torcida azulina

Parnahyba empata em casa sem gols com o Piauí


O Piauí, já desclassificado do Nordestão e com uma equipe já formada agora volta suas forças para o estadual. O Tubarão depois de nove meses sem jogar uma partida oficial entrou em campo com uma equipe em formação e várias modificações em relação a do ano passado.
Primeiro tempo:
A tônica do primeiro tempo foi o Tubarão no ataque, mas sem acertar a meta adversária. O Piauí, sempre rápido, encontrava espaço nos contra-ataques como o que aconteceu aos 33 minutos quando Luís Cláudio se deu bem e mandou um chute na trave do goleiro Alisson e por pouco o “Enxuga Rato” não abriu o placar!
Mais entrosado, o Piauí jogou todo o tempo fechadinho e procurava nos lançamentos aéreos surpreender o Parnahyba, quase sempre nas costas de Totonho e Luciano. Esta é uma característica o treinador Paulo Moroni, jogar fechado e decidir a partida em um ou dois lances.
Passados os primeiros 45 minutos as duas agremiações não conseguiram vazar a meta do oponente. Foi um primeiro tempo morno e com poucas emoções.
Segundo tempo:
As duas equipes voltaram para o segundo tempo sem alterações. O ataque azulino se movimenta
bem mais do que no primeiro tempo. Puxão de orelha de Paolo Rossi parece ter funcionado. Mas foi por pouco tempo o Piauí volta a equilibrar as ações. O Tubarão parece nervoso e três jogadores recebem cartão amarelo seguidamente.  Na sequência a torcida local demonstra impaciência e grita “burro, burro” com o treinador Paolo Rossi que acabara de fazer a substituição. Lekão era o avançado do Azulino mais agudo e levava perigo para a meta de David. Aos 26 minutos o Tubarão perdeu Puxinha por contusão. A maioria dos atletas do Parnahyba pareciam exaustos prejudicando a produção da equipe.
Fato curioso: Por falta de ambulância no estádio o início da partida por pouco não ocorre um atraso. A ambulância chegou exatamente às 16h.
Foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem ao falecimento do pai do volante Marcos Gasolina, na semana passada.
Na abertura do campeonato o 4 de Julho empatou em casa sem gols com a equipe do Flamengo=PI, causando a primeira dispensa de técnico na competição na equipe rubro negra da capital. A outra partida de hoje entre River e Caiçara, realizada em Teresina, terminou empatada em 1 tento a 1, o que de certo modo, os resultados deixaram todas as equipes com apenas 1 ponto ganho.
Arbitragem:
Árbitro – Antônio José Lopes T. de Sousa, Assistentes – Francisco Nurisman Machado Gaspar (1) e Jonathas Alves Carneiro(2), Quarto árbitro – Antônio Cordeiro de Paula.
Parnaíba: Alyson; Barata; Puxa; Didi (Pio); Fred; Totonho; Sandro; Luciano; Isael; Carlinhos (Puxinha e logo depois Pikachu); Lekão. Técnico – Paolo Rossi.
Piauí: David; Jorginho; Rafael; Bruno; Tiaguinho (Allan); Gasolina; Binha; Dalton; Darley; Silas (Edson Di) e Cláudio (Dênis).Técnico – Paulo Moroni.
Cartões amarelos: Alisson, Puxa e Didi (Parnahyba) Rafael, Bruno (Piauí)
Por José Wilson / Jornal da Parnaíba
Fotos Luzia Paula